top of page

Retrospectiva 2023 (Parte 2): CPIs, Ana Hickmann, LeBron James...

Dando continuidade na Retrospectiva 2023, algo que marcou o ano foi a volta das greves em São Paulo. Em outubro, por exemplo, o Metrô, A CPTM e a Sabesp, paralisaram por 24 horas, contra as privatizações. Em dezembro, a ALESP aprova a privatização da empresa de saneamento básico.

Imagem: Portal Futuro Livre

O mês de março é marcado por uma grave situação nas escolas do Brasil. Um aluno de 13 anos promove um ataque a faca em uma escola de São Paulo. Uma professora morreu. E entra no ar a primeira reportagem documental do Portal Futuro Livre, que mostra manifestação pacífica de pais e responsáveis, que pedem paz nas escolas após ataques e ameaças de ataques.

Um homem atacou uma creche em Blumenau, Santa Catarina. Quatro crianças morreram. Essa notícia marca os primeiros dias do mês de abril.

Em outubro, adolescente de 16 anos promove ataques a tiros em uma escola na zona leste de São Paulo. Uma pessoa morreu.


O mundo dos negócios é pego de surpresa. A Americanas descobre um rombo financeiro de, inicialmente, 20 milhões de reais, e entra com pedido de recuperação judicial, além do bloqueio de parte das contas, motivado por dívidas com credores. O caso da Americanas virou CPI. Aliás, o ano de 2023 é o ano das CPIs.

São criadas a CPMI do Golpe, a CPI da Manipulação do Futebol, a CPI do MST e a CPI da Americanas no Congresso Nacional, que têm como intuito investigar: os ataques e financiamentos de vandalismo dos Três Poderes no Brasil em 8 de janeiro, as denúncias do Ministério Público, de Goiás, sobre o recebimento de dinheiro de apostadores para alterar resultados de jogos de futebol, o rombo contábil das Lojas Americanas e as invasões de áreas rurais feitas pelo Movimento dos Sem Terra.


Muitas notícias marcaram este ano:


Fernando Collor é condenado pelo Supremo Tribunal Federal a quase 9 anos de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

O Brasil atinge a marca de 700 mil mortes por conta da Covid-19;

OMS decreta o fim da emergência global sanitária perante à Covid;
Ocorre a coroação de Charles III, em Londres;

Morre, aos 75 anos, a cantora Rita Lee conhecida como a Rainha do rock brasileiro;

Vinícius Júnior sofre racismo pela 10ª vez na Espanha;
SpaceX realiza o primeiro voo do Starship, que resulta na destruição do foguete minutos após o lançamento;

Um ciclone extratropical atinge o Rio Grande do Sul e mata 16 pessoas, além de desalojar cerca de 14 mil.

No Portal Futuro Livre, em agosto, começa o Prêmio Colunista Voluntário, que tem como vencedor o advogado Adriano Bernardi.

Um grave acidente ocorre no Rio de Janeiro, a vítima: o ator Kayky Brito. Ele é atropelado. O músico Mingau, do Ultraje a Rigor, em Paraty, no Rio de Janeiro, é baleado na cabeça. Nos dois casos, nenhum dos artistas morreu. Em 2023, o Brasil se despede Gloria Maria. A jornalista morre, aos 73 anos.

O Brasil para e acompanha a entrevista de Ana Hickmann à Carolina Ferraz, na Record. A apresentadora denunciou o marido, Alexandre Correia, por agressão. Dívidas milionárias da empresa do, agora ex-casal, são reveladas.

No mundo, muitos destaques: a Indonésia perde o direito de sediar a Copa do Mundo FIFA Sub-20 de 2023 por não aceitar receber a seleção de Israel como um ato de apoio à Palestina.


A Finlândia se torna o trigésimo-primeiro país a aderir à OTAN após a Turquia aprovar a entrada do país na organização.


Daniel Alves é preso na Espanha, sob a acusação de agressão sexual.
Em fevereiro, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, visitou pela primeira vez à Ucrânia após o início da invasão da Ucrânia pela Rússia.

Junho de 2023, e sai finalmente o Censo 2022. Brasil tem oficialmente 203 milhões, 602 mil, 512 habitantes. No mês seguinte, o texto-base da Reforma Tributária é aprovado na Câmara dos Deputados.


2023 é o ano em que as jogadoras ganham destaque: ocorre a Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2023, realizado na Austrália e na Nova Zelândia e tendo como país vencedor a Espanha.


LeBron James se torna o maior cestina de todos os tempos na NBA.

0 comentário
bottom of page