top of page

Noiva versus maquiadora. Entenda a polêmica da vez:

Uma história inusitada e polêmica invadiu as redes sociais nesta semana, envolvendo uma noiva que se viu no centro de uma confusão ao omitir que estava se casando para economizar no custo da maquiagem. O caso ganhou notoriedade após a noiva, Bruna Eloísa, compartilhar sua versão em um vídeo explicativo que viralizou nas redes sociais.


Bruna revelou que a parte mais cara de seu casamento foi a maquiagem e o penteado, pois, ao entrar em contato com várias maquiadoras, descobriu que a opção de uma maquiagem social estava fora de questão. As profissionais só ofereciam pacotes completos para noivas, com uma série de "mimos" e regalias que encareciam significativamente o serviço. Diante dessa realidade, Bruna optou por não revelar que se tratava de seu casamento, a fim de evitar essas despesas extras.


“Eu só queria uma make e ir embora. Eu não posso e não queria pagar um pacote de noiva, eu só queria uma maquiagem e não tem escolha para as noivas”, explicou a noiva em seu desabafo. Bruna enfrentou a recusa de algumas maquiadoras que se negaram a cobrar o preço "normal" para uma noiva que optasse apenas pela maquiagem social. Diante dessa resistência, ela seguiu adiante com seu plano, contratou o serviço como se fosse uma convidada, pagou pelo serviço e deixou o local.

No entanto, a situação tomou um rumo inesperado após o casamento. Bruna recebeu uma mensagem indignada da maquiadora escolhida, Jay Abrantes, alegando ter sido vítima de um golpe. A profissional acusou Bruna de prejudicar seu trabalho e alegou que a noiva publicou o vídeo com o intuito de denegrir sua imagem.


Jay Abrantes, em sua versão da história, confirmou que Bruna adquiriu uma maquiagem social, mas expressou sua frustração por ter sido "enganada" sobre o evento. A maquiadora destacou que não força nenhuma noiva a fechar pacotes completos, mas argumentou que oferecer um atendimento especial para a noiva requer a contratação do pacote completo.


“Agora vocês me digam: tem como eu fazer isso pra uma pessoa que fechar social? Gente, óbvio que não, mas se ela não tem condição, eu não tenho como obrigá-la a fechar maquiagem de noiva”, explicou Jay. A profissional ainda se sentiu lesada ao descobrir que seu trabalho, dedicado e elaborado para uma noiva, foi utilizado em um contexto considerado "comum" por Bruna.

A controvérsia ganhou mais complexidade quando Jay foi acusada de preconceito nas redes sociais por comentários relacionados à cor da pele e ao formato do cabelo de Bruna. A maquiadora argumentou que Bruna foi uma cliente difícil por esses motivos, o que gerou críticas adicionais nas redes sociais.


Em meio a acusações e desentendimentos, fica evidente que a questão levantada por Bruna Eloísa coloca em discussão as práticas do mercado de casamentos e os pacotes oferecidos por profissionais da área. A história serve como um alerta sobre as expectativas muitas vezes exageradas em torno dos serviços para noivas e a necessidade de uma abordagem mais flexível para atender às diferentes demandas dos clientes.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page