top of page

Levantamento aponta São Paulo mais pobre

412.337: São Paulo, em janeiro de 2019, e suas famílias na extrema pobreza;

450.351: São Paulo, em janeiro de 2020, aumentando cerca de 9,21%.


A situação antes da pandemia já era caótica, com as extremidades existentes na capital paulista. Em 2022, no mês de janeiro, o número aumentou para 619.869 famílias. Em abril/2022, o número saltou para 654.103, conforme revela levantamento de dados do CadÚnico de São Paulo.


O avanço da extrema pobreza atingiu M'Boi Mirim, com 42.860 famílias, seguido da Capela do Socorro, que tem 41.111, e logo depois vem Cidade Ademar, com mais de 39 mil famílias nesta situação.

Um dos lugares mais cobiçados por empresários, o bairro de Pinheiros tem o menor número de famílias na extrema pobreza. São 2.147 famílias.


12,33 milhões de pessoas vivem na cidade de São Paulo, de acordo com último relevante levantamento. No ano que vem (2024), haverá Eleições para Prefeito e Vereadores. A pobreza extrema na cidade mais rica do país deve estar em pauta.


O Portal Futuro Livre adiantou, com exclusividade, que Vinicius Poit, do Novo, tem a intenção de ser candidato ao cargo de Prefeito. Além dele, aparece na disputa, pelo MDB, Ricardo Nunes, atual Prefeito, e até o momento, a expectativa é para o nome de Guilherme Boulos, do PSOL, que disse pretender entrar na disputa.

Imagem: Tuca Vieira/FolhaPress - Morumbi/SP


0 comentário
bottom of page