top of page

Guia prático para não cair em golpes – Internet

Com toda certeza você já deve ter visto por ai pessoas que acabaram tendo prejuízos enormes, por causa de compras na internet, ou por conta de golpistas, que fingem ser amigos ou parentes, precisando de ajuda.


Os telejornais estão a cada dia apresentando novas modalidades de golpe, sempre algo novo, criado para te levar ao erro, e te trazer aquela dor de cabeça inesperada, afinal de contas, ninguém vai a delegacia porque gosta.

Mas a coluna está aqui para te ajudar, abaixo tem um guia rápido e prático para impedir, ou pelo menos tentar impedir, que você seja alvo de golpistas.


Imagem: Contábeis/reprodução


Então, se ajeita na cabeira, salva essa matéria na sua barra de favoritos, para você voltar sempre que esquecer algum passo e não esqueça de compartilhar com quem você gosta, quanto mais pessoas souberem disso, menos alvos os golpistas vão ter. Vamos lá então:


1º Muita calma nessa hora


Os golpistas usam da sua emoção, com promoções que deixaram de valer quando você desligar o telefone, prêmios que só valem se você clicar rápido em links no WhatsApp, vagas limitadíssimas daquele emprego maravilhoso que vai te render milhões, um amigo que necessita de dinheiro com urgência para resolver um problema grave, coisas assim...


O que eu faço? Tente manter a calma, respire fundo, se estiver em ligação desligue o telefone. Vamos pensar: se você ganhou um prêmio ou uma vaga de emprego maravilhosa, o fato de você não responder com urgência ou de deligar o telefone, não vai fazer que você perca a oportunidade.


Desconfie de tudo, e agora que você está mais calmo, pense um pouco, “eu realmente participei desse sorteio?”, “existem trabalhos desse tipo?”, “será que meu amigo, com quem eu mal converso, viria me pedir dinheiro?”.


Lembre-se, eles utilizam as emoções, como euforia, medo, ganância, para fazer com que você cai no golpe.


2º Não clica em nada


Nunca clique em links enviados por qualquer pessoa, pergunte sobre o que se trata, use verificadores de link (existem varias opções na internet), apenas acesse, se você tiver plena certeza que é seguro.


3º Não existe almoço grátis


Você já deve ter ouvido essa frase em algum lugar, ela faz um alerta, de que nada nesse mundo é gratuito, tudo tem um preço, desde atrair você a comprar um produto, até utilizar seus dados pessoais com anunciantes.


Então você não vai triplicar seu dinheiro em 5 minutos, fazendo um pix para um desconhecido. Também, não vai ganhar uma fortuna imensa de um parente de outro pais, que você nem sabia que existia. Então nunca passe informações pessoais, através das redes sociais.


4º Utilize várias camadas de segurança


Utilize todas as camadas de segurança possíveis, verificação de dois fatores, app autenticador, mude sua senha de tempos em tempos, crie um e-mail para as redes sociais, diferente do de uso pessoal, atualize seu antivírus.


5º "Manda áudio..."


Já ouviu aquela musica do grupo de pagode Di Propósito? Pois é, você vai fazer exatamente o que o refrão da musica fala, quando aquele amigo ou parente vier pedindo pix, pelas redes sociais, “Manda áudio...”, se a pessoa não mandar, simplesmente não faça o pix.


6º Pergunta-chave


Algumas redes socias não permitem que a pessoa envie uma mensagem por voz, nesse caso faça uma pergunta-chave, pergunta de segurança, para ter certeza de quem é a pessoa do outro lado, pergunte algo que conversaram hoje, a roupa que a pessoa estava usando, o nome do cachorro, que tipo de pet a pessoa tem e afins, coisas que poucas pessoas teriam fácil acesso. Se não confirmar com a realidade, já sabe: não faça o pix.


7º Nada de pix


Você com toda certeza, já viu o filme Os Incríveis, lembra de uma personagem baixinha, que sempre falava “NADA DE CAPA”? Pois é, NADA DE PIX, vamos combinar o seguinte, você só vai fazer compras por pix, quando estiver frente a frente com o vendedor, caso contrário, cartão de crédito ou app de compras (por exemplo mercado pago).


Cartão de crédito virtual, se possível; a maioria dos bancos disponibilizam, fica mais fácil bloquear em caso de golpe, e evita o transtorno, de esperar o cartão novo chegar.


8º Cancela tudo


Se clonaram seu cartão de crédito ou você fez compras em um site golpista, faça imediatamente o bloqueio do seu cartão, peça o cancelamento e uma nova via. Uma vez que esses dados estão nas mãos de golpistas, eles com toda certeza vão utilizar novamente.


9º Confere o CNPJ


CNPJ é o famoso cadastro de empresas, toda empresa deve ter um, é obrigatório. Sempre que for comprar em um site desconhecido, procure o CNPJ da empresa, se ele não tiver, não compre no site.


Verifique no site da Receita Federal se o CNPJ, foi criado há algum tempo, se for muito novo então tome cuidado, e se tem a mesma finalidade que o site em questão; um site de móveis, não pode ser registrado como venda de laticínios, por exemplo.


10º Cai em um golpe – E agora?


Se aconteceu de você ou algum conhecido cair em um golpe, tome duas providências o mais rápido possível: a primeira é ir até uma delegacia e registrar um boletim de ocorrência, nem que seja como preservação de direitos, isso impede que você venha a ter prejuízos, como por exemplo ser processado por quem perdeu dinheiro, achando que estava transferindo para você.


A segunda: procure um advogado especialista, (Direito Digital, Criminal). Ele vai te orientar, explicar quais serão os próximos passos a serem tomados, te dará uma perspectiva do caso como um todo.


Olha... Depois de tudo isso, a expectativa é que você reveja algumas atitudes que toma online e passe a ter mais cuidado.


Lembre-se internet não é terra sem lei, porém muitas vezes, prevenir é melhor do que remediar.

Instagram do Colunista Adriano Bernardi é: @adrianobernardiadv

0 comentário
bottom of page