top of page

Entenda como inelegibilidade de Bolsonaro afetará as Eleições de 2026

A última das maiores notícias de política no Brasil foi a declaração de inelegibilidade de Jair Bolsonaro. O TSE, por cinco votos a dois, na sexta-feira, 30, entendeu que o ex-Presidente abusou do poder político e fez uso indevido dos meios de comunicação em uma reunião com embaixadores estrangeiros. Com isso, ele fica inelegível por 8 anos.

Imagem: Internet


Em entrevista ao site GaúchaZH, o advogado Roger Fischer, que é Membro da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político, menciona a súmula 19 do Tribunal Superior Eleitoral ao afirmar que pode sim haver a possibilidade de Bolsonaro concorrer à Presidência em 2030.


"O que marca a inelegibilidade é a data da eleição que deu ensejo, até o oitavo ano. A inelegibilidade dele irá findar em 2 de outubro de 2030. E a eleição será no dia 6 de outubro de 2030. Ele poderá concorrer."

Para fins explicativos, a súmula diz: o prazo de inelegibilidade decorrente da condenação por abuso de poder econômico ou político tem início no dia da eleição em que este se verificou e finda no dia de igual número no oitavo ano seguinte.


O ex-Presidente, de acordo com o advogado, poderá praticar todos os atos de campanha, como registar sua candidatura e expor programas eleitorais na rádio e TV.


No entanto, isso é assunto para 2030. A próxima Eleição Presidencial ocorre em 2026, e para ela existem diversas possibilidades sem a presença de Jair Bolsonaro.


Se, e somente se, fosse reeleito em 2022, uma das ideias para 2026 era que Michelle Bolsonaro, ex-Primeira-Dama do Brasil, disputasse a Presidência. Há quem julgue que entre a família Bolsonaro, que outro nome é o do Senador Flávio Bolsonaro, filho do ex-Presidente.


Outra possibilidade é a chapa Tarcísio-Michelle, mencionando o atual Governador paulista na disputa pelo cargo de Presidente, e assim, Michelle ficaria como vice. Outros nomes, porém, no campo da direita surgem, entre eles aparece Ratinho Junior. Em uma pesquisa com goianos, o Governador de Goiás, Ronaldo Caiado, venceria o Presidente Lula se as Eleições de 2026 fossem por estes tempos.

Imagem: Internet


Com a saída de Bolsonaro das Eleições de 2026, a esquerda se alinha com algumas possibilidades, e não está descartada uma eventual disputa de reeleição de Luiz Inácio Lula da Silva. Ainda no campo da esquerda, um forte nome citado tecnicamente é do atual Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, considerado um dos principais rostos do atual Governo.






0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page