top of page

Ciência: pornografia aumenta ansiedade e produz esquecimento

A prática de assistir pornografia é comum em todo o mundo. Assistir pode se tornar um risco para a saúde em vários aspectos. Quando uma pessoa consome este tipo de conteúdo, acaba liberando dopamina, substância ligada ao prazer e felicidade.


A dopamina é ligada ao centro de recompensa, e como a substância encoraja a buscar cada vez aquele 'conteúdo que a liberou', o consumo exagerado de pornografia pode impactar o sistema de recompensa do cérebro.

Imagem: Internet


Um estudo feito pela Universidade de Duisburg-Essen, e publicado no periódico Journal of Sex Research, relata que diversas pessoas que consomem pornografia relataram problemas como a falta de sono e esquecimento de compromissos importantes.


Uma outra pesquisa, também publicada pelo jornal, diz que as pessoas ao consumirem um conteúdo sexual, valorizam recompensas imediatas, e quanto mais tempo se tem para esperar receber as mesmas, menos valiosa se torna esta recompensa.


Um ciclo vicioso começa: a pessoa assiste pornografia esperando a felicidade, logo, a felicidade passa e a pessoa reinicia o processo, já que a dopamina é liberada ao realizar aquele ato.


No entanto, a recompensa deve ser valorizada, e por isso existem outras formas de liberar dopamina, como os exercícios físicos. praticar algo relacionada a sua Fé, meditar, dormir bem e evitar gorduras saturadas.


A falta de dopamina no corpo pode acarretar em espasmos, tremores, dores de cabeça, dores no corpo, câimbras musculares, perda de equilíbrio, constipação, rigidez muscular e, até mesmo, dificuldade em mastigar ou engolir.


Controlar a ansiedade e ingerir conteúdos saudáveis, especialmente ligados ao que gosta de fazer (e não é prejudicial para sua saúde) também ajudam.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page