top of page

Brasil na guerra: após acusação dos EUA, Lula recebe convite ucraniano

''Papagueando a propaganda russa e chinesa sem observar os fatos em absoluto'', este é o dito dos EUA em relação ao Presidente Lula, que afirmou que deseja promover uma iniciativa de paz entre Rússia e Ucrânia.


Oleg Nikolenko, porta-voz da diplomacia da Ucrânia, através das redes sociais, criticou Lula por colocar ''vítima e agressor no mesmo nível''. Oleg também disse que Lula atacou os aliados ucranianos que ajudam a "proteger-se de uma agressão assassina."

Imagem: reprodução/UOL


Ontem, 17, o Presidente brasileiro recebeu o Ministro Sergei Lavrov, responsável pelas Relações Exteriores da Rússia. O encontro foi para promover uma mediação internacional. Domingo, inclusive, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que o Ocidente estava contribuindo para que o conflito entre Rússia e Ucrânia seguisse.


O Governo da Ucrânia convidou Lula para visitar Kiev e compreender a realidade da agressão da Rússia.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page