top of page

Acusada de matar o filho, Monique volta ao trabalho na Secretaria Municipal de Educação

Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, voltou a trabalhar na Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Monique, que é ré no caso, acusada de participar da morte do filho, é servidora concursada. A ré pediu para voltar a trabalhar e foi atendida.

Imagem: Internet


Monique estava de licença desde abril de 2021, quando foi presa. Henry Borel morreu aos 4 anos de idade, e além da mãe, o ex-Vereador Jairo Souza Santos Jr, conhecido como Jairinho, também é réu do caso.


Ao G1, A Secretaria Municipal de Educação disse: “A orientação jurídica recebida pela Secretaria Municipal de Educação foi de que como a servidora foi solta pelo Superior Tribunal de Justiça e ainda não houve sentença condenatória, não há como a servidora concursada ser afastada e ter sua remuneração suspensa, razão pela qual ela retornou ao trabalho, em função administrativa no almoxarifado da Secretaria."


Monique irá receber cerca de R$ 3,1 mil. A defesa, ao G1, disse que ela tem o direito de voltar a trabalhar.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page