top of page

A carta de Doria seria o estopim para a possível saída dele do PSDB?

"Solicitamos que você respeite o estatuto do PSDB e a vontade democraticamente manifestada pela ampla maioria dos trinta mil eleitores do nosso partido."


Esta é uma parte da carta de João Doria à Bruno Araújo, que preside o partido. Ainda na carta, o tucano eleito em 2018 para o cargo de Governador de São Paulo disse que, mesmo antes das prévias do PSDB, existia uma movimentação contra ele sua candidatura.


Para João Doria, tentativas de golpes continuam acontecendo.

Imagem: reprodução/Daniel Teixeira/Estadão Conteúdo


A carta de Doria gerou consequências, obviamente. Para aliados, Bruno Araújo, relatou que isso seria um 'quase rompimento' com o partido.


Politicamente, João Doria não teria um partido, seria uma fala de Araújo. Por conta da carta enviada no dia 14, o presidente tucano convocou a Executiva Nacional do PSDB. A reunião será amanhã, 17, e discutirá os pontos da carta.


De acordo com tucanos da cúpula do partido, a candidatura de Doria ao Planalto acabaria 'matando' o Governador de São Paulo Rodrigo Garcia, que é pré-candidato ao cargo que foi de João Doria, segundo o UOL; o motivo da 'morte' seria a rejeição do nome do, agora ex-Governador.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page